terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Com tiros, agentes executam animais na lama de Brumadinho Chefe da Defesa Civil de Minas afirmou que a execução é um meio para evitar o sofrimento do animal quando não há outra opção

Animais atolados na lama estão sendo executados a tiros em Brumadinho

Ação da Polícia Rodoviária Federal é questionada por institutos de defesa dos animais e classificada como 'cruel' e 'inaceitável'


'Arte não é para os covardes', diz presidente da Sossego sobre 'Crivella diabo'

"A arte não é para os covardes e carnaval é para a liberdade artística", declarou o presidente  da escola de samba Acadêmicos do Sossego, Wallace Palhares, após a repercussão de que uma das alegorias da escola de Niterói, o diabo, teria as feições do prefeito Marcelo Crivella.

Apesar da polêmica que tomou as redes após o vazamento da imagem que estará no quarto carro alegórico da escola, a Prefeitura informou que respeita a liberdade de expressão e que não irá se manifestar sobre o assunto. Porém, Wallace reforça de que essa semelhança do "Coisa Ruim" com o prefeito que declarou que as escolas de samba deveriam lhe retratar como um herói não foi a intenção deles:

— Eu não fiz o prefeito. Se ficou parecido, lamento, até porque ninguém nunca viu o diabo para comparar. Pode ser algo que tenha ficado no subconsciente, mas acho que é mais uma ilusão de ótica com o "pai da mentira" — explica o presidente da escola.

FONTE: JORNAL EXTRA/GLOBO 


Funcionários da Vale e engenheiros que atestaram segurança de barragem em Brumadinho são presos em MG e SP Investigações apontam suspeita de fraude em documentos. Último balanço da Defesa Civil de MG confirmou que 65 pessoas morreram e 279 ainda estão desaparecidas.

Quem foi preso

  • André Yassuda - engenheiro, preso em SP
  • Makoto Namba - engenheiro, preso em SP
  • Cesar Augusto Paulino Grandchamp - geólogo da Vale, preso em MG
  • Ricardo de Oliveira - gerente de Meio Ambiente Corredor Sudeste da Vale, preso em MG
  • Rodrigo Artur Gomes de Melo - gerente executivo do Complexo Paraopeba da Vale, preso em MG

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

O rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, trouxe de volta o debate em relação à segurança das represas brasileiras. No Rio de Janeiro são 29 barramentos. Deste total, 6 apresentam um alto Dano Potencial Associado (DPA). “Alto Potencial de Dano significa, em português claro, que são barragens que se tiverem qualquer tipo de problema fora da normalidade destroem cidades próximas ou causam grandes danos à localidade onde se encontram. Caso aconteça algo grave na Lago Javary, por exemplo, o município de Miguel Pereira seria engolido pelas águas”, conta Sergio Ricardo, fundador do Movimento Baía Viva. As barragens que mostram alto Dano Potencial Associado são Juturnaíba, Saracuruna, Rio Imbuí-UT Triunfo, Lago Javary e Gericinó, segundo dados da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) e pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão encarregado de fiscalizar a segurança dessas estruturas no Estado do Rio.

Pelo Twitter, o governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) anunciou na noite deste domingo (27) que bombeiros de seu estado serão enviados a Brumadinho (MG) para auxiliar nas operações de resgate às vítimas do rompimento da barragem da mineradora Vale.

Fonte: Blog Do Esmael

Em meio ao drama do resgate das vítimas após o rompimento de uma barragem de rejeitos de minério da Vale em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, na última sexta-feira, uma série de conteúdos falsos e de vídeos e imagens fora de contexto começaram a circular nas redes sociais e aplicativos de mensagens. O Fato ou Fake verificou o que é verdade e o que é boato sobre o desastre em Minas Gerais.



domingo, 27 de janeiro de 2019

— O celular do meu pai não está soterrado. Ele pode estar em algum lugar, precisando de ajuda, mas eles não querem essa informação que eu tenho para dar — diz Gisele. Sebastião Santana Loures, o pai de Gisele, tem 58 anos e trabalhava como motorista da Della Volpi, uma das terceirizadas da Vale. A última mensagem que ele trocou por whatsapp com a família foi as 12h19 de sexta-feira. Mas Gisele acredita que ele pode não ter morrido porque o celular toca e recebe mensagens.

Número de mortos em tragédia de Brumadinho sobe para 58 Corpo de Bombeiros revela ainda que o número de desaparecidos subiu de 287 para 305 devido a novas manifestações de familiares

Corpo de Wagner Montes é cremado em cerimônia íntima no Rio de Janeiro

Ônibus que saiu do Maranhão cai de viaduto deixando 40 feridos e dois mortos em Goiânia

O ônibus saiu de São Mateus MA iria para São Paulo 

Eram 2h40 desta madrugada de domingo (27) quando o ônibus com 49 pessoas despencou do viaduto mo Km 499 já na zona urbana de Goiânia e deu uma capotada e bateu de frente com um poste.

Carros da Samu e  Corpo de Bombeiros chegaram ao local e levaram 41 pessoas feridas para o Hospital Hugo e os com ferimentos mais leves  para um ginásio, entre crianças, adultos e idosos.

As duas pessoas mortas ainda não foram reconhecidas e os corpos já estão no IML. Policiais rodoviários constataram no local que o ônibus é clandestino.

Um susto logo no início da manhã deste domingo (27/1). Por volta das 5h30, o Corpo de Bombeiros expediu alerta de emergência, por meio de sirenes, em Brumadinho, na Grande BH. O aviso dizia respeito à possibilidade iminente de rompimento da barragem B6, que contém água e é monitorada pelas autoridades desde a tragédia da última sexta-feira.

Os moradores estão sendo encaminhados para casa de parentes e escolas do município. “Há um risco real de rompimento da barragem da represa, que chama-se B6. A água não tem freio agora. Quando romperam as barragens da mina do Córrego do Feijão, as próprias instalações da Vale serviram como freio, e o rejeito parou. Agora, não se sabe o alcance”, explica Godinho.