REDE CAXIAS TV: Depois de quase seis meses afastado para tratar uma miocardite (inflamação no coração), Bruno Cardoso já tem data para retomar o trabalho nos palcos com o Sorriso Maroto. No feriado de 7 de setembro, ele reencontra os companheiros Sérgio Jr. (violão), Fred Araújo (percussão), Vinicius Augusto (teclados) e Cris Oliveira (percussão) no Km de Vantagens Hall, na Barra, para um show de celebração. E mais: com a volta de Bruno, Thiago Martins, que o substituía até então, não vai ficar de fora. Os dois dividirão os vocais do grupo, por tempo indeterminado. “Antes mesmo de adoecer, eu já havia perdido o que tinha de melhor em mim. Também perdi o poder de cantar, a luz dos shows, e caí numa cama quando eu menos esperava. A minha vida foi mexer com o coração de vocês. E agora, veja você, é o meu quem dita o que posso ou não fazer. Fiquei internado, sofri calado, tive medo de morrer, sim, mas me entendi, me reconstruí, me reergui. Foram 188 dias, 6 meses e mais de 27 mil minutos para repensar a vida, sentir saudade, conhecer com quem posso contar e pra quem quero cantar. O ontem passou. A doença, essa não mais me pega. Estou mais forte, pudera. Estou aqui pra dizer: que saudade! E a vocês: Cris, Fred, Sérgio, Vini e Thiago... Sorriso, voltei”, anuncia Bruno num vídeo feito especialmente para o momento, postado em suas redes sociais. 
RD25NOTÍCIAS

Total de visualizações de página

Depois de quase seis meses afastado para tratar uma miocardite (inflamação no coração), Bruno Cardoso já tem data para retomar o trabalho nos palcos com o Sorriso Maroto. No feriado de 7 de setembro, ele reencontra os companheiros Sérgio Jr. (violão), Fred Araújo (percussão), Vinicius Augusto (teclados) e Cris Oliveira (percussão) no Km de Vantagens Hall, na Barra, para um show de celebração. E mais: com a volta de Bruno, Thiago Martins, que o substituía até então, não vai ficar de fora. Os dois dividirão os vocais do grupo, por tempo indeterminado. “Antes mesmo de adoecer, eu já havia perdido o que tinha de melhor em mim. Também perdi o poder de cantar, a luz dos shows, e caí numa cama quando eu menos esperava. A minha vida foi mexer com o coração de vocês. E agora, veja você, é o meu quem dita o que posso ou não fazer. Fiquei internado, sofri calado, tive medo de morrer, sim, mas me entendi, me reconstruí, me reergui. Foram 188 dias, 6 meses e mais de 27 mil minutos para repensar a vida, sentir saudade, conhecer com quem posso contar e pra quem quero cantar. O ontem passou. A doença, essa não mais me pega. Estou mais forte, pudera. Estou aqui pra dizer: que saudade! E a vocês: Cris, Fred, Sérgio, Vini e Thiago... Sorriso, voltei”, anuncia Bruno num vídeo feito especialmente para o momento, postado em suas redes sociais. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário