sábado, 3 de março de 2018

Fachin inclui Temer em investigação de repasses da Odebrecht Caso relatado por Fachin apura contribuição de R$ 10 milhões da empreiteira para o partido do presidente

Temer agora será investigado em 2 inquéritos no STF

Temer agora será investigado em 2 inquéritos no STF

Marcos Corrêa/PR

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), acatou pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República) para incluir o presidente Michel Temer (MDB) na relação de investigados de um inquérito que investiga o suposto recebimento de recursos ilícitos repassados pela empreiteira Odebrecht em 2014.

"À luz do exposto, defiro o pedido da Procuradora-Geral da República para determinar a inclusão de Michel Miguel Elias Temer Lulia, atual presidente da República, como investigado nestes autos de inquérito, sem prejuízo algum das investigações até então realizadas e daquelas que se encontram em curso", afirmou Fachin em despacho divulgado pelo Supremo .

Nenhum comentário:

Postar um comentário