sábado, 1 de julho de 2017

Filme inspirado no palhaço Bozo ganha trailer cheio de cenas de sexo é polêmica

Bingo: O rei das manhãs é estrelado por Vladimir Brichta

Vladimir Brichta como o palhaço Bingo no filme sobre a história de Bozo - Reprodução

FONTE :O GLOBO

RIO – "Bingo: O rei das manhãs", longa metragem inspirado na vida e na obra do Palhaço Bozo, ganhou um novo trailer repleto de cenas de sexo e de consumo de drogas. Estrelado por Vladimir Brichta, o filme marca a estreia do premiado montador Daniel Rezende na direção.

O filme é baseado nas histórias vividas pelo apresentador Arlindo Barreto, que deu vida ao popular palhaço que ganhou a TV brasileira nos anos 1980. No elenco, nomes como Leandra Leal, Emanuelle Araújo (como a cantora Gretchen), Ana Lúcia Torre, Tainá Müller e Augusto Madeira.

"Bingo" conta ainda com a participação do ator Domingos Montagner, morto em 2016, em um de seus últimos trabalhos. Daniel Rezende foi indicado ao Oscar por “Cidade de Deus”, além de ter sido premiado como montador por “Tropa de Elite 2” e “Diários de Motocicleta”.

O roteiro é assinado por Luiz Bolognesi (“Bicho de Sete Cabeças”, “Uma História de Amor e Fúria” e “As Melhores Coisas do Mundo”) e com fotografia de Lula Carvalho (“As Tartarugas Ninja”, “Robocop”). A estreia está marcada para o dia 24 de agosto. Leia abaixo a sinopse oficial:

"'Bingo: O rei das manhãs' narra as desventuras de Augusto (Vladimir), um artista que sonha em encontrar seu lugar sob os holofotes e que se depara com sua grande chance ao se tornar “Bingo”, um palhaço apresentador de um programa infantil que é sucesso absoluto no Brasil. Porém, uma cláusula no contrato não permite revelar quem é o homem por trás da maquiagem e Augusto, ou o novo “Rei das Manhãs”, se transforma no anônimo mais famoso do Brasil.

Debochado, o ex-astro de pornochanchadas e agora apresentador conquista a garotada e chega a liderança da audiência nas manhãs ao mesmo tempo em que mergulha em uma vida de excessos, que o afasta de seu filho, a única criança que o conhece de verdade. Uma história incrível – e surreal – ambientada numa roupagem pop e exagerada dos bastidores da televisão dos anos 80".

Bebê baleado na barriga da mãe, em Duque de Caxias, está paraplégico, diz secretário

RIO DE JANEIRO

Claudinéia dos Santos Melo estava grávida de nove meses quando foi atingida por uma bala perdida, na sexta-feira (30).

FONTE:G1/GLOBO

Grávida é atingida por tiro, passa por cesariana e bebê está em estado gravíssimo no RJ

O bebê de Claudinéia dos Santos Melo, que estava grávida de nove meses e foi atingida por uma bala perdida no fim da tarde de sexta-feira (30), em Duque de Caxias, ficou paraplégico. A criança veio ao mundo numa cesariana de emergência e permanece internada no CTI, segundo o RJTV.

"Esta criança tem uma lesão nas vértebras torácicas T3 e T4. Está com uma paraplegia de membros inferiores. E também nós estamos resguardando este prognóstico nas primeiras horas, na primeira semana, no primeiro mês, tudo pode acontecer", disse o secretario de saúde de Duque de Caxias, José Carlos Oliveira, que é médico ginecologista e está acompanhando o caso.

Claudinéia estava na Favela do Lixão, no Centro de Caxias, e foi levada para o hospital Moacyr do Carmo. Os médicos fizeram uma cesariana de emergência e, durante a cirurgia, descobriram que o bebê também estava ferido.

O tiro atravessou o quadril da mãe e atingiu a criança - perfurou os pulmões e provocou uma lesão na coluna. O bebê passou por duas cirurgias e, depois, foi transferido pro hospital Adão Pereira Nunes. O secretario de saúde de Duque de Caxias, que é médico ginecologista, acompanhou.

'Quadro de saúde é gravíssimo'

José Carlos Oliveira, que está acompanhando o atendimento de Claudinéia, falou sobre o atendimento a mãe e bebê.

“O quadro de saúde da mãe é grave. Ela está no CTI e está sendo acompanhada pela equipe do Hospital Moacyr do Carmo e está sendo assistida. A criança foi transferida para o Hospital Adão Pereira Nunes onde, por volta de 3h, 4h foi trocado o dreno do tórax. O quadro do bebê é gravíssimo”, explicou o secretário.

O marido de Claudinéia e pai do bebê, Clebson Cosme da Silva, contou que conseguiu falar com a mulher dele. Ela está consciente, apesar de continuar internada no CTI. Ele também falou do filho, Arthur.

"Ele está bem. Observei, alisei, pude mexer um pouco com ele. O que eu posso adiantar é que ele está bem. Eu vi, me acalmei", disse Clebson.

Entenda o caso

Claudineia dos Santos Melo, que estava grávida de 39 semanas, estava indo ao mercado quando foi atingida na pelve.

A bala atravessou o tórax da criança e também atingiu parte da orelha, de acordo com boletim da Secretaria de Saúde de Duque de Caxias.

Lúcida, Claudineia foi levada ao Hospital Moacyr do Carmo e foi levada para o centro cirúrgico, onde os médicos fizeram o parto. Logo após nascer, a criança foi entubada e levada para a UTI da unidade e diagnosticada com pneumotórax bilateral. Depois de novos exames, os médicos identificaram fragmentos ósseos no canal medular dorsal.

Depois do primeiro atendimento, o bebê foi levado para o Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, também na Baixada, para ser acompanhado por uma equipe de neurologia e outras especialidades. A criança ainda encontra-se em estado grave.

Na manhã deste sábado (1º), o bebê passou por exames radiológicos e por uma drenagem dos pulmões.

A 59ºDP (Duque de Caxias) está investigando o caso. Dois policiais militares prestaram depoimento. Eles disseram que estavam saindo da comunidade quando foram atacados a tiros. Eles contaram que não revidaram e, quando constataram que a gestante havia sido atingida, a levaram para o hospital.

Linha Vermelha é reaberta nos dois sentidos após confronto entre policiais e traficantes

Via foi fechada na altura da Favela do Lixão, em Duque de Caxias. Local é o mesmo em que uma grávida foi baleada na barriga durante uma operação da PM, na sexta-feira.

FONTE:G1 RIO

Linha Vermelha foi reaberta apos ficar fechada por cerca de 1h30 nos dois sentidos, na noite deste sábado (1) (Foto: Reprodução/Centro de Operações Rio)

As pistas dos dois sentidos da Linha Vermelha foram reabertas ao tráfego após mais de uma hora interditadas pela Polícia Militar, na noite deste sábado (1). A via expressa foi fechada por volta das 19h30, devido a um confronto entre PMs e traficantes, na altura de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Pelo menos dois ônibus foram incendiados na via.

A via foi fechada na altura da Favela do Lixão, próximo ao centro de Caxias, onde uma mulher grávida de nove meses foi baleada na barriga na sexta-feira (30), durante uma operação policial. Equipes da Polícia Militar estão no local da manifestação.

De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, moradores da Favela do Lixão tentaram atear fogo em lixeiras na Linha Vermelha. A PM foi ao local impedir a ação e houve confronto. Logo depois, a Polícia Militar fechou a via

Mulher com 13 filhos e renda mensal de R$ 900 tem casa destruída por incêndio no Piauí

Curto circuito deu início às chamas que consumiram a residência de taipa.

FONTE:G1/GLOBO

Família em Morro do Chapéu do Piauí teve casa destruída por incêndio (Foto: Arquivo pessoal)

A dona de casa Adriana da Conceição Santos, 39 anos, perdeu tudo o que tinha em um incêndio ocorrido na última quinta-feira (29). Um curto circuito deu início às chamas que consumiram a casa de taipa localizada na comunidade Ponta da Areia, zona rural de Morro do Chapéu do Piauí, 192 km de Teresina. A mulher tem 13 filhos, mas na residência ela morava com 10 crianças e os pais idosos. O marido de Adriana morreu há quatro meses, em um assalto.

O psicólogo Hamilton Júnior atende a família há alguns anos por meio do Centro de Referência de Assistencia Social (CRAS), vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social da Prefeitura de Morro do Chapéu.

Ele conta que na casa, a criança mais nova tem apenas dois anos e a mais velha, 15. Os outros três filhos de Adriana que não moram com ela já são casados, sendo um homem e duas mulheres. A situação de vulnerabilidade da família já existia muito antes do incêndio.

"Eles estão em situação de vulnerabilidade socioeconômica há muito tempo, ela vive com apenas R$ 900 oriundos do Bolsa Família porque não tem outra renda, tem uma criança muito pequena de dois anos. O marido que fazia bicos de diversos tipos e atuava como lavrador era quem trabalhava, mas morreu há alguns meses em um assalto", informou o psicólogo.

Ele destacou que a dona de casa mantém, ainda, os pais idosos. A mãe de Adriana é cega e a audição é bastante prejudicada. No momento do incêndio, estavam em casa apenas os idosos e três filhos, o restante das crianças estava na escola e a mãe havia saído. A mais velha, de 15 anos, foi quem percebeu as chamas e tirou os avós e irmãos de casa.

"Ela conseguiu salvar apenas uma televisão, o resto todo se perdeu. Não há nada que possa ser aproveitado, ficaram literalmente com a roupa do corpo. No momento eles estão na casa de vizinhos e amigos que acolheram eles na própria comunidade, mas precisam de muita coisa", declarou Hamilton.

Familiares, amigos e vizinhos estão tentando ajudar a família reunindo doações. Além de roupas e produtos de higiene pessoal, a família está precisando de móveis e utensílios para casa. Moradores da região estão se mobilizando para doar material de construção, no intuito de erguer uma casa para a família. A antiga casa era de palha e taipa, o que facilitou a propagação do fogo.

Bebê é atingido por dois tiros dentro da barriga da mãe em Duque de Caxias

Bebê é atingido por dois tiros dentro da barriga da mãe em Duque de Caxias RJ.

Bebê sendo transferido do Hospital Moacyr do Carmo para o Hospital Adão Pereira Nunes Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

Flávia Junqueira, Dayana Resende, Daniel Gullino e Wilson Mendes

Uma mulher com nove meses de gestação deu entrada nesta sexta-feira, às 17h30, na emergência do Hospital Moacyr do Carmo, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, ferida por dois tiros na barriga. Às 18h27, o bebê nasceu. Durante a cesariana de emergência, os médicos se surpreenderam ao constatar que o bebê também havia sido atingido.

Baleado no peito, o recém-nascido sofreu um pneumotórax bilateral (entrada de ar dentro da pleura, a membrana que recobre os pulmões), está entubado e luta pela vida. A bala entrou pelo ombro direito do menino e atravessou seu torax.

— O segundo tiro atingiu o lóbulo da orelha da criança — disse o secretário municipal de Saúde de Duque de Caxias, José Carlos de Oliveira.

Nos primeiros minutos de vida do bebê, os médicos precisaram drenar o ar para voltar a expandir o pulmão.

Identificada como Claudineia dos Santos Melo, de 29 anos, a mãe também sobreviveu aos ferimentos e tem quadro de saúde estável. Ela deu entrada lúcida no hospital e relatou à equipe médica que estava sozinha num mercado, quando começou um tiroteio na Favela do Lixão, em Caxias. Nesse momento, segundo ela, foi atingida por balas perdidas.

Segundo uma médica da unidade que preferiu não ser identificada, o estado do bebê é grave:

— Seu estado é grave e ele está lutando pela vida. A equipe toda, que incluiu obstetra, pediatra, anestesista, cirurgião, chefe de equipe, Samu, foi perfeita. Agora, depende da evolução do bebê e de Deus.

No fim da noite desta sexta-feira, por volta das 22h30, a criança foi transferida para o Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna.

— Como a prioridade era tirar o bebê, ainda não sabemos se o tiro causou alguma fratura na mãe. Fizemos uma cesariana de urgência — contou outra médica que participou do atendimento

Criança de 10 anos dá à luz após ser estuprada por dois homens no interior do AM

Vítima foi estuprada duas vezes entre agosto e outubro de 2016, segundo a polícia.

FONTE:G1/GLOBO

Mãe registrou caso na Depca, em Manaus (Foto: Rickardo Marques)

Dois homens de 54 e 69 anos foram presos, na sexta-feira (30), suspeitos de estuprar uma criança de 10 anos no município de Careiro Castanho, a 88 km de Manaus. Os casos aconteceram entre agosto e outubro de 2016. De acordo com a polícia, após os crimes, a criança ficou grávida e deu à luz a um bebê prematuro.

De acordo com o delegado titular da 34º Delegacia Interativa de Polícia (DIP), Daniel Antony, o primeiro crime foi cometido pelo pai do padrasto da vítima, de 54 anos.

Na ocasião, a menina foi até a casa do homem vender uma rifa da escola. No local, o homem levou a criança para o 2º andar da casa e a violentou. Dias depois, a menina voltou para a casa. Segundo o delegado, o homem a estuprou pela segunda vez.

Aproximadamente um mês depois, durante o trajeto até a escola, a garota voltou a ser violentada. Desta vez, o suspeito foi o motorista da condução que levava a menina para a escola, um idoso de 69 anos.

De acordo com a polícia, o motorista pediu para que a menina o acompanhasse para buscar outras crianças no quilômetro 11 da AM-254, estrada do município de Autazes. Durante o trajeto, o homem teria desviado o percurso e estuprado a vítima.

A violência sexual resultou na gravidez da criança que, aos 11 anos, deu à luz a um bebê prematuro. Segundo o delegado, a menina e o bebê possuem quadro de saúde estável.

A polícia informou que o crime foi denunciado pela própria mãe da vítima. Os primeiros atendimentos a menina foram realizados pela Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

Os dois homens foram presos nesta sexta-feira (30) após mandado de prisão preventiva. Eles devem seguir para o presídio.

Janot diz que não é preciso prova ‘satânica’ para ligar Temer a mala com dinheiro

Em evento em SP, procurador-geral afirmou que provas contra o presidente são mais do que suficientes para apresentar denúncia: 'Ninguém vai passar recibo'.

FONTE:G1/GLOBO

Rodrigo Janot em evento da Abraji, em São Paulo (Foto: Paulo Lopes/Futura Press/Futura Press/Estadão Conteúdo)

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse neste sábado (1º) que não é preciso uma prova “satânica”, “quase impossível”, para ligar o presidente Michel Temer à mala com dinheiro recebida pelo ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ex-assessor especial de Temer.

Janot defendeu que as provas contra o presidente são mais do que suficientes para apresentar uma denúncia, relembrando uma frase antiga usada dentro da Procuradoria. "Não é possível que para eu pegar um picareta eu tenha que tirar a fotografia do sujeiro tirando a carteira do bolso de outro. Ninguém vai passar recibo. Esse tipo de prova é satânica, é quase impossível. Tem que se olhar a narrativa."

A expressão usada pelo procurador-geral faz um trocadilho com o termo “prova diabólica”. No direito, "prova diabólica" é a modalidade de prova impossível ou excessivamente difícil de ser produzida.

A declaração foi dada durante a palestra “Desafios no combate à corrupção: a Operação Lava Jato” no 12° Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo). A Operação Lava Jato foi tema central do evento em São Paulo, que começou na quinta-feira (29) e termina neste sábado.

A palestra de Janot foi mediada pela jornalista Renata Lo Prete, da GloboNews, que apresentou o procura-dor-geral como o "entrevistado mais procurado da República". Janot rebateu, de imediato, com bom humor: "Mas sem tornozeleira".

Janot também afirmou que denunciar o chefe do Executivo do país não é algo que lhe dá prazer. "Queria passar ao largo disso, mas tenho que cumprir minha missão."

Sobre Rocha Loures, solto pelo STF, Janot disse que “a mala já diz tudo”. O ex-deputado foi flagrado pela Polícia Federal deixando uma pizzaria com uma mala de dinheiro. Rocha Loures foi solto neste sábado.

Marido afirma à polícia que suspeita de sequestrar bebê dizia estar grávida

GOIÁS

Segundo delegado, homem afirmou em depoimento que não sabia de crime e pensava que esposa estava esperando uma menina.

FONTE:G1/GLOBO

Presa em Planaltina (GO) suspeita de sequestrar bebê teria dito ao marido que estava grávida (Foto: Reprodução/Polícia Civil)

O marido da esteticista Cevilha Moreira dos Santos, suspeita de sequestrar um bebê no Distrito Federal, disse à Polícia Civil, na sexta-feira (30), que a mulher dizia estar grávida de uma menina. O homem, que não teve a identidade divulgada, prestou depoimento e declarou que não sabia que a esposa planejava o crime. Cevilha está presa na Cadeia Pública de Planaltina, em Goiás.

O delegado que investiga o caso, Cristiomário Medeiros, afirmou ao G1 que acredita que ela simulou a gravidez para manter o relacionamento e, por isso, premeditou o sequestro da criança.

“Segundo ele, o relacionamento estava conturbado, mas por causa dessa gravidez não se separaram. Desde o fim do ano passado ela diz para ele que está grávida esperando uma menina, mas desde então começou a não se mostrar para ele e a usar roupas mais largas. Chegaram a montar um quartinho para a menina. Ele disse que pedia os exames comprovando, mas ela nunca mostrava. Ela sempre escondeu dele qualquer possibilidade de confirmação”, contou o delegado.

Medeiros informou que o casal tinha montado um quarto de bebê em casa, mas que Cevilha abordava mulheres grávidas oferecendo enxoval. Segundo o delegado, ela falsificou uma certidão de nascimento dois dias antes de sequestrar a menina, de três meses de vida. A mãe da criança foi à delegacia, onde reencontrou a filha (veja vídeo abaixo), prestou depoimento e voltou para casa com a criança, em Sobradinho (DF).

Vídeo mostra momento em que mãe reencontra bebê sequestrado, em Planaltina, GO

O sequestro da bebê aconteceu na manhã de quinta-feira (29), enquanto a mãe da criança fazia um exame médico em uma clínica particular de medicina do trabalho, no Setor de Diversões Sul, em Brasília. As imagens das câmeras de segurança do consultório mostram a mãe e a suspeita entrando juntas no prédio. Ela foi presa pela Polícia Militar após uma denúncia.

De acordo com o delegado, mulheres que teriam sido aliciadas pela suspeita serão intimadas para serem ouvidas na delegacia a partir de segunda-feira (3). O investigador reforçou que Cevilha não deu nenhum detalhe sobre o sequestro.

“Como ela não está colaborando muito com as investigações, tudo que obtivemos foi através de oitivas com outras pessoas, que foram nos dando pistas até chegarmos às provas”, contou o delegado.

Medeiros disse ainda que a mulher foi autuada por uso de documento falso e sequestro qualificado. O delegado informou que a mulher deve continuar presa na Cadeia Pública de Planaltina. O inquérito deve ser concluído em até 10 dias e encaminhado para o Poder Judiciário.

Mulher suspeita de sequestrar bebê no DF e presa em Goiás montou quarto da criança (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Sequestro

Segundo o delegado, Cevilha se aproximou da mãe da criança uma semana antes do sequestro. Ela se dizia assistente social e oferecia um emprego para que a mulher ajudasse no sustento da família. Na quinta-feira, ela acompanhou a mulher em uma consulta, momento em que teria levado o bebê.

Funcionários da clínica disseram ao G1 que, ao sair da sala da médica, depois do exame, a mãe da criança perguntou pela mulher que a acompanhava. Como ninguém soube informar, aos gritos, ela teria dito que haviam seqüestrado o bebê.

Segundo informações de um tio da criança, a suspeita entregou uma cesta básica no valor de R$150 para a família dele. A mulher teria também oferecido um emprego para a mãe do bebê, que trabalha como faxineira.

O tio da menina disse ainda que a irmã dele e a mulher se conheceram em um posto de saúde, em Sobradinho, no DF.

Tiroteio assusta moradores do Pavão-Pavãozinho neste sábado

De acordo com os moradores, os tiros começaram por volta de 8h. Em Ipanema, bairro vizinho, alguns moradores também relataram que ouviram tiros.

FONTE:G1/GLOBO

Intenso tiroteio assusta moradores no Pavão Pavãozinho, em Copacabana

Moradores de Copacabana, da região próxima ao Morro do Pavão Pavãozinho, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, relatam um intenso tiroteio na manhã deste sábado (1º). De acordo com os moradores, os tiros começaram por volta de 8h. Em Ipanema, bairro vizinho, alguns moradores também relataram que ouviram tiros.

G1 entrou em contato com o comando da UPP da comunidade mas ainda não obteve resposta sobre feridos.

Na quarta-feira (28), cinco pessoas ficaram feridas e uma morreu durante uma troca de tiros entre criminosos e policiais militares na mesma comunidade. O homem morto é Fábio Franco de Alcântara, de 39 anos, que trabalhava como porteiro de um prédio na região. Ele estava perto de um bar onde houve a explosão da granada e acabou sendo atingido por estilhaços.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Conta de luz voltará a ter cobrança extra em julho, informa Aneel

Bandeira tarifária, que hoje está verde, vai passar para a cor amarela em julho. Cobrança extra será de R$ 2 a cada 100 kWh consumidos.

FONTE:G1/GLOBO

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (30) que a bandeira tarifária de julho será amarela, o que implica em uma cobrança extra nas contas de luz de R$ 2 a cada 100 kilowatts-hora (kWh) consumidos.

Depois de passar os meses de abril e maio na cor vermelha, patamar 1, com uma taxa extra de R$ 3 a cada 100 kWh consumidos, a bandeira ficou verde em junho e cobrança foi suspensa.

Segundo a Aneel, "o fator que determinou para o acionamento da bandeira amarela foi o aumento do custo de geração de energia elétrica."

Valores das bandeiras tarifárias aprovados pela Aneel para 2017 (Foto: Arte/G1)

A evolução das cores da bandeira tarifária indica que o custo de produção de energia no país aumentou. Isso está relacionado com a chuva abaixo do previsto, o que acaba reduzindo o armazenamento de água nos reservatórios das hidrelétricas ou fazendo com que esse armazenamento suba menos que o esperado.

Quando isso acontece, aumenta a necessidade de uso de energia gerada por termelétricas, que é mais cara que a das hidrelétricas (as termelétricas usam combustível para produzir eletricidade). Por isso, sobe a cobrança extra da bandeira nas contas de luz.

A bandeira ficar verde quando há pouca ou nenhuma necessidade de geração de energia por termelétricas. Se essa necessidade aumenta um pouco, a bandeira fica amarela, e passam a ser cobrados R$ 2 dos consumidores a cada 100 kWh consumidos.

Quando o custo sobe muito, a bandeira, então, fica na cor vermelha e pode variar entre dois patamares. A cobrança extra nas contas de luz varia de R$ 3 a R$ 3,50 para cada 100 kWh usados.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Estudante cria currículo inusitado em garrafa de Coca-Cola e é convocada para entrevista

Estudante cria currículo inusitado em garrafa de Coca-Cola e é convocada para entrevista

FONTE:G1/GLOBO

Currículo feito em garrafa de Coca-Cola Foto: Reprodução / Facebook

"Milhares de currículos acabam no lixo; este vai matar a sua sede!". A mensagem, escrita no rótulo de uma garrafa de Coca-Cola, estava entre outros textos criativos que compõem o currículo da estudante do terceiro ano do ensino médio Beatriz Carmona, moradora de Barueri, em São Paulo.

Beatriz Carmona se candidatou a uma vaga de jovem aprendiz Foto: Reprodução / Facebook

A forma inusitada escolhida pela jovem de 17 anos para apresentar suas aptidões e se candidatar a uma vaga de trabalho passou pelo crivo de pelo menos milhares de internautas nas redes sociais, a contar pelo número de vezes que sua história foi compartilhada. 

Em uma publicação no Facebook, feita há uma semana, Beatriz divulga imagens de seu projeto e conta que se inspirou em outra ideia criativa, feita em uma caixa de doces. O post já teve mais de 8 mil interações.

"Como entregar currículo em uma empresa de Marketing. Obs.: Minha ideia foi inspirada no publicitário Lukas Yla (currículo em caixa de donuts)", escreveu.

A arte para o rótulo da garrafa foi feita com auxílio do programa PhotoFiltre.

Arte para o rótulo da garrafa Foto: Reprodução / Facebook

Ao final de sua apresentação pessoal, a adolescente deixa um link para a visualização do restante do currículo no LinkedIn. 

Ainda não há informações sobre se a estudante conseguiu ser de fato aprovada na empresa onde gostaria de trabalhar - como jovem aprendiz -, mas a divulgação do currículo nas redes sociais já lhe rendeu uma convocação para entrevista, marcada na própria rede.

"Oi Beatriz Carmona, adoramos ideias criativas que geram resultado! Por isso esperamos você para tomarmos a Coca-Cola juntos aqui na Reachlocal Brasil", escreveu o funcionário da empresa para a qual Beatriz entregou o currículo (ou garrafa), no post feito por ela.

O chamado também foi feito, oficialmente, na página da consultoria, nesta segunda-feira.

"Ei, Beatriz Carmona, seu currículo foi recebido e fez muito sucesso! Foram mais de 6400 compartilhamentos no Facebook, 23 mil retweets e 20 mil curtidas. Recebemos mais de 4000 currículos todos os meses. Alguém tem dúvida que a ação da Beatriz conseguiu chamar a nossa atenção? A entrevista já foi marcada e estamos ansiosos para conhecê-la", diz o comunicado.

SINDICATO ANUNCIA que não vão fazer paralisação de Metrô, CPTM e ônibus nesta sexta em SP

SÃO PAULO

Metroviários fizeram assembleia nesta quinta-feira e maioria disse 'não à greve'.

FONTE:G1/GLOBO

Metroviários votam por não fazer paralisação em SP nesta sexta-feira (Foto: GloboNews/Reprodução)

Os sindicatos dos metroviários, dos ferroviários e dos motoristas de ônibus de São Paulo decidiram que não vão aderir à paralisação nesta sexta-feira (30).

Os metroviários fizeram uma assembleia na noite desta quinta-feira (29) e a maioria votou pela suspensão da paralisação. Mais cedo, os ferroviários das linhas 7 e 10 da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) também decidiram não parar.

Na noite desta quarta-feira (28), o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo determinou que o Metrô mantivesse 80% do quadro de funcionários trabalhando no horário de pico e 60% nos demais horários caso a categoria decidisse aderir à paralisação. Em caso de descumprimento, o Sindicato dos Metroviários seria multado em R$ 100 mil.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o rodízio de veículos está mantido e carros com finais de placa 9 e 0 não podem circular pelo centro expandido no horário de pico.

Os motoristas de ônibus já haviam definido que não iam aderir à paralisação. O Sindicato dos Motoristas disse que representantes da categoria irão participar de ato político convocado pelas centrais a partir das 11h da Praça Ramos de Azevedo, no Centro de São Paulo.

Temer é notificado pela Câmara sobre denúncia da PGR por corrupção passiva

Notificação foi entregue pelo primeiro-secretário da Câmara, Giacobo (PR-PR), a um funcionário da Casa Civil. Defesa de Temer terá até 10 sessões do plenário para se manifestar.

FONTE:G1/GLOBO

Câmara dos Deputados notifica presidente Temer sobre denúncia

Primeiro-secretário da Câmara, Giacobo, foi ao Planalto notificar o presidente Michel Temer da denúncia (Foto: Fernanda Calgaro/G1)

O presidente Michel Temer foi notificado oficialmente nesta quinta-feira (29) pela Câmara dos Deputados sobre a denúncia da Procuradoria Geral da República pelo crime de corrupção passiva.

O documento foi levado pelo primeiro-secretário da Câmara, Giacobo (PR-PR), e entregue ao subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo do Vale Rocha.

ESPECIAL G1: TEMER NA MIRA DA JUSTIÇA

A notificação foi entregue no Planalto após a denúncia ser lida no plenário da Câmara. O procedimento é necessário para que o processo tenha andamento na Casa.

Por se tratar do presidente da República, o Supremo Tribunal Federal (STF) somente analisará a acusação do Ministério Público se a Câmara autorizar.

Entenda: A tramitação da denúncia contra Temer

O presidente da República, Michel Temer (Foto: Evaristo Sa/AFP)

O presidente tem se defendido das acusações da PGR e afirmado não há provas concretas contra ele. Temer já disse, também, que a denúncia é uma "infâmia de natureza política" e uma "peça de ficção".

Com a notificação desta quinta, a defesa de Temer terá o prazo de até 10 sessões do plenário da Câmara para se manifestar.

Depois, será aberto prazo para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) debater e votar um parecer recomendando o prosseguimento da denúncia ou a rejeição. O relator na CCJ ainda não foi definido.

Independentemente do resultado na CCJ, o parecer será votado pelo plenário da Câmara. O relatório será submetido a votação nominal e cada um dos deputados terá de anunciar o voto no microfone. Para a denúncia ser autorizada e enviada ao Supremo, é preciso o apoio mínimo de 342 dos 513 deputados.

Mais cedo, nesta quinta, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu que a análise da denúncia seja "o mais rápido possível", mas sem "atropelos". Aliado de Temer, o deputado se reuniu com o presidente no período da tarde.

Responsável pela notificação

Após levar a notificação ao Planalto, o deputado Giacobo lamentou o atual cenário de crise política ao ser questionado por jornalistas sobre como via o fato de o presidente ser notificado de uma denúncia.

"[Vejo] com tristeza, como cidadão brasileiro e como deputado federal pela crise que nós estamos passando. Agora, nós temos que cumprir o nosso papel. Estou cumprindo o meu aqui. Espero que tudo isso se resolva o mais breve possível para que o país possa continuar avançando", afirmou.

Joesley Batista, dono da JBS, foi envenenado, segundo laudo da polícia? Não é verdade!

Notícia que inventa laudo e diz que causa foi chumbinho tem viralizado nas redes. Motivo de internação do empresário foi dor no nervo ciático.

FONTE:G1/GLOBO

Circula no Facebook e no WhatsApp a notícia de que um laudo da polícia concluiu que o empresário Joesley Batista, sócio da J&F e autor da delação que gerou a abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer, foi envenenado. Não é verdade.

Motivo de internação de Joesley é dor no nervo ciático (Foto: Arte/ G1)

A assessoria do empresário informa que o motivo de internação de Joesley foi uma dor no nervo ciático. Ele foi internado na terça-feira (27) no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

O hospital confirma a internação do empresário, mas não divulga boletins médicos a pedido do paciente.

Notícia tem se espalhado nas redes (Foto: Reprodução/Facebook)

A situação dele, no entanto, não é grave, como informa o texto que circula na web.

A falsa notícia, refutada na íntegra pela assessoria de Joesley, diz que "a perícia feita pela Polícia Científica aponta envenenamento por chumbinho". O texto informa ainda que "restam ser concluídas as perícias das imagens do circuito de segurança do restaurante onde Joesley fez sua última refeição".

Não há nenhuma investigação policial em curso.

Delegacia que investigava corrupção de PMs foi invadida para roubo de provas

Delegado Fábio Barucke afirmou que sala com provas foi arrombada durante madrugada por grupo. Nenhuma outra sala da delegacia foi invadida durante ação.

 FONTE:G1/GLOBO

Delegado da operação Calabar diz que houve tentativa de apagar provas

O delegado titular da Divisão de Homicídios de Niterói, Fábio Barucke, afirmou nesta quinta-feira (29) que a delegacia, responsável pela investigação contra policiais militares, foi invadida para que provas fossem apagadas. Barucke comanda a megaoperação que busca 96 PMs e 70 traficantes. Entre as provas subtraídas estão seis celulares que tinham sido apreendidos.

“Durante a investigação, um grupo de pessoas entrou na delegacia para tentar arrombar uma sala. Nesta sala, continha uma bolsa com o material comprobatório dessa investigação. Essa sala foi arrombada por essas pessoas durante uma madrugada. Isso está sendo objeto de uma investigação e a única intenção dessas pessoas foi subtrair provas. Provas importantes foram subtraídas durante esse evento, esse fato está sob investigação. Temos certeza que a pessoa que entrou foi com a intenção de colaborar e auxiliar na ajuda para que esses policiais que foram indiciados tenham algum benefício com a subtração de provas”, disse o delegado.

Barucke afirmou ainda que algumas provas foram perdidas durante a invasão. No entanto, algumas delas já tinham passado por perícia policial e eram suficientes para pedir a prisão preventiva dos envolvidos. O delegado classificou a invasão como cirúrgica, já que nenhuma outra sala foi arrombada.

“Nós não temos dúvidas de que as pessoas que praticaram esse crime foram para beneficiar esse grupo que estava sendo indiciado na delegacia e, portanto, essa invasão foi cirúrgica. Entraram somente na sala, onde já havia essa apreensão e furtaram uma sacola que havia o registro de ocorrência que estava vinculado a essa ocorrência. Então, certamente, essa pessoa tinha a única intenção de subtrair provas”.

PM preso na Operação Calabar esconde o rosto (Foto: Fernanda Rouvenet/G1)

Maior operação da história

Uma megaoperação foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (29) para 96 policiais militares, 70 traficantes e outros criminosos denunciados por integrarem um esquema de corrupção em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo a corporação, esta é a maior ação da história relativa a casos de corrupção envolvendo PMs e traficantes.

A ação era realizada por agentes da Polícia Civil, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público (MP-RJ), e da Corregedoria da Polícia Militar.


POLICIAS PRENDEM EM FRAGRANTE UM SUSPEITO NA RODOVIA WASHINGTON LUIZ.

POLICIAS PRENDEM EM FRAGRANTE UM SUSPEITO NA RODOVIA WASHINGTON LUIZ.
28/06/2017.

FONTE :15° BPM

Na Madrugada de quarta feira o setor "BRAVO" realizava um patrulhamento de rotina, e foi solicitado pela vítima que disse ter acabado de ser roubada próximo a casa de show rei do bacalhau.  Ao efetuar um patrulhamento logrou êxito em localizar o meliante ainda nas redondezas, ao  fazer a revista pessoal encontrou todos os pertences da solicitante;

05 Cartões de crédito,

01 Relógio G-Shock branco,

01 Cordão amarelo,

R$ 30,00

US$ 2,00

01 Carteira de couro marrom

01 Telefone celular

Diante dos fatos procedeu com todos os envolvidos à 59°DP.

Americana mata namorado com tiro em brincadeira para o YouTube que deu errado

Mulher de 19 anos, que estava grávida do segundo filho de seu companheiro, atirou contra uma enciclopédia que ele segurava no peito achando que fosse impedir passagem da bala; casal queria ficar famoso com vídeo de 'brincadeira' ousada.

FONTE: BBC/G1/GLOBO

Casal tinha uma conta no YouTube e fez o vídeo para conseguir mais seguidores (Foto: YouTube)

Uma mulher foi acusada de homicídio por ter atirado em seu namorado em Minnesota (EUA) em uma "brincadeira nas redes sociais que deu errado".

Monalisa Perez, de 19 anos, foi detida depois de atirar contra Pedro Ruiz enquanto ele segurava um livro contra o peito, acreditando que o objeto impediria a passagem da bala.

Autoridades dizem que Ruiz, de 22 anos, morreu em consequência do tiro no peito.

A filha de três anos do casal e cerca de 30 pessoas assistiram à cena, transmitida pelo YouTube Live, o serviço de streaming em tempo real da plataforma.

Claudia Ruiz, tia de Ruiz, disse ao canal WDAY-TV que seu sobrinho lhe disse que eles fariam a brincadeira "porque queriam mais seguidores, queriam ficar famosos".

"Ele me contou a ideia e eu disse 'não faça isso, não faça isso. Por que você vai usar uma arma? Por quê?", disse Claudia Ruiz ao canal de notícias.

"Eles estavam apaixonados, eles se amavam", disse. "Foi apenas uma brincadeira que deu errado".

Perez está grávida do segundo filho do casal (Foto: Polícia de Minnesota)

Perez, que está grávida do segundo filho do casal, é acusada de homicídio culposo. Ela deve comparecer à Justiça na quarta-feira.

O procurador James Brue descreveu o livro usado na "brincadeira" como uma enciclopédia de capa dura e disse que a arma usada era uma pistola Desert Eagle de calibre 50.

A polícia apreendeu duas câmeras que teriam gravado o incidente de segunda-feira.

O disparo único foi feito a cerca de 30 centímetros de distância e em meio à movimentação dos vizinhos para assistir à cena em sua casa em Minnesota.

Ela disse às autoridades que a brincadeira foi ideia de Ruiz e que ele a convenceu a fazê-lo.

Mais cedo no mesmo dia ela tuitou sobre a ideia. "Eu e Pedro vamos gravar um dos vídeos mais perigosos de todos os tempos. Ideia dele, não minha", escreveu ela no Twitter.

'Eu e Pedro vamos gravar um dos vídeos mais perigosos de todos os tempos. Ideia dele, não minha', escreveu ela no Twitter (Foto: Twitter/@MONALISAPEREZ5)

"Todos estavam chorando. Eu estava atrás daquela árvore bem ali. E foi isso. Eu não conseguia aguentar mais então tive que ir para casa", disse o vizinho Wayne Cameron à WDAY-TV.

O casal começou um canal no YouTube em maio deste ano com o objetivo de mostrar "a vida real de um casal jovem que são pais adolescentes".

O título do vídeo mais recente do canal, postado no dia em que Ruiz morreu, era "Fazendo brincadeiras assustadoras no parque".

Na semana passada, Perez disse aos seus seguidores que era uma "benção" ter seu marido em casa para o nascimento do filho, previsto para setembro.

CCJ do Senado aprova relatório da reforma trabalhista; texto vai a plenário

Proposta do governo prevê pontos que poderão ser negociados e, em caso de acordo coletivo, terão força de lei. Eunício já disse que, 'se possível', plenário votará projeto na próxima semana.

FONTE:G1/GLOBO

Após cerca de 14 horas de sessão, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou nesta quarta-feira (28) o relatório de Romero Jucá (PMDB-RR) favorável à reforma trabalhista e sem alterações ao texto aprovado pela Câmara dos Deputados. A CCJ também aprovou o regime de urgência para o projeto, ou seja, o texto já pode ser votado em plenário após duas sessões.

Enviada pelo governo no ano passado, a reforma estabelece pontos que poderão ser negociados entre empregadores e empregados e, em caso de acordo coletivo, terão força de lei.

Com a aprovação do texto-base e a rejeição de 3 emendas (sugestões de alteração à redação), a reforma seguirá para votação no plenário do Senado, juntamente com os pareceres da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), favorável ao texto, e da Comissão de Assuntos Sociais (CAS), pela rejeição da proposta.

A ideia de senadores aliados do governo é colocar em votação no plenário o parecer da CAE, do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), que não modifica o texto da Câmara, mas sugere alterações a serem feitas pelo presidente da República, Michel Temer, por meio de vetos e edição de medida provisória.

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), disse nesta quarta que pretende colocar o projeto em votação antes do recesso parlamentar, que começa no dia 17 de julho. Eunício afirmou que, "se for possível", a análise da proposta será concluída já na próxima semana.

No relatório aprovado nesta quarta, Jucá rejeitou todas emendas (sugestões de alteração) apresentadas ao texto. Mais de 200 propostas de modificação foram apresentadas na CCJ.

A estratégia do governo é aprovar no Senado o mesmo texto aprovado pela Câmara, evitando mudanças, o que provocaria a devolução da proposta à Câmara.

Comissão discute e vota nesta quarta (28) o relatório da Reforma Trabalhista

Ponto a ponto

Enviada pelo governo Temer ao Congresso no ano passado, a reforma trabalhista estabelece pontos que poderão ser negociados entre patrões e empregados e, em caso de acordo coletivo, passarão a ter força de lei.

Entre outras regras, a reforma trabalhista prevê:

>> ACORDOS COLETIVOS

Terão força de lei e poderão regulamentar, entre outros pontos, jornada de trabalho de até 12 horas, dentro do limite de 48 horas semanais, incluindo horas extras;

Atualmente, acordos coletivos não podem se sobrepor ao que é previsto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

>> JORNADA PARCIAL

Poderão ser de até 30 horas semanais, sem hora extra, ou de até 26 horas semanais, com acréscimo de até seis horas (nesse caso, o trabalhador terá direito a 30 dias de férias);

Atualmente, a jornada parcial de até 25 horas semanais, sem hora extra e com direito a férias de 18 dias.

>> PARCELAMENTO DE FÉRIAS

Poderão ser parceladas em até três vezes. Nenhum dos períodos pode ser inferior a cinco dias corridos e um deles deve ser maior que 14 dias (as férias não poderão começar dois dias antes de feriados ou no fim de semana);

Atualmente, as férias podem ser parceladas em até duas vezes. Um dos períodos não pode ser inferior a dez dias corridos.

>> GRÁVIDAS E LACTANTES

Poderão trabalhar em locais insalubres de graus "mínimo" e "médio", desde que apresentem atestado médico. Em caso de grau máximo de insalubridade, o trabalho não será permitido;

Atualmente, grávidas e lactantes não podem trabalhar em locais insalubres, independentemente do grau de insalubridade.

>> CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

Deixará de ser obrigatória. Caberá ao trabalhador autorizar o pagamento;

Atualmente, é obrigatória e descontada uma vez por ano diretamente do salário do trabalhador.

>> TRABALHO EM CASA

A proposta regulamenta o chamado home office (trabalho em casa);

Atualmente, esse tipo de trabalho não é previsto pela CLT.

>> INTERVALO PARA ALMOÇO

Se houver acordo coletivo ou convenção coletiva, o tempo de almoço poderá ser reduzido a 30 minutos, que deverão ser descontados da jornada de trabalho (o trabalhador que almoçar em 30 minutos poderá sair do trabalho meia hora mais cedo);

Atualmente, a CLT prevê obrigatoriamente o período de 1 hora para almoço.

>> TRABALHO INTERMITENTE

Serão permitidos contratos em que o trabalho não é contínuo. O empregador deverá convocar o empregado com pelo menos três dias de antecedência. A remuneração será definida por hora trabalhada e o valor não poderá ser inferior ao valor da hora aplicada no salário mínimo;

Atualmente, a CLT não prevê esse tipo de contrato.

>> AUTÔNOMOS

As empresas poderão contratar autônomos e, ainda que haja relação de exclusividade e continuidade, o projeto prevê que isso não será considerado vínculo empregatício;

Atualmente, é permitido a empresas contratar autônomos, mas se houver exclusividade e continuidade, a Justiça obriga o empregador a indenizar o autônomo como se fosse um celetista.

Carta de Temer

Durante a reunião desta quarta, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), leu uma carta do presidente Temer na qual o governo se comprometeu a fazer as alterações propostas por senadores da base ao projeto.

Na carta, Temer diz ter o "compromisso de que os pontos tratados como necessários para os ajustes colocados ao líder do governo, Romero Jucá, e à equipe da Casa Civil serão assumidos pelo governo, se esta for a decisão final do Senado da República".

Jucá também apresentou um documento em que elenca os pontos do projeto que deverão ser modificados pelo presidente.

Entre os quais, a regulamentação do trabalho intermitente, a jornada de 12 horas de trabalho por 36 horas de descanso, a participação sindical nas negociações coletivas, a questão do trabalho de gestantes e lactantes em locais insalubres e o contrato com o trabalhador autônomo.

Sessão da CCJ

A sessão desta quarta da CCJ se prolongou porque parlamentares contrários ao texto apresentaram - e fizeram a leitura - seis versões alternativas de relatório, os chamados votos em separado.

Eles criticaram vários pontos da reforma que, na visão da oposição, retiram direitos dos trabalhadores. Entre os pontos mais criticados, estão a regularização da jornada intermitente; as mudanças nas regras de contratos de trabalhadores autônomos; e as questões relacionadas às mulheres gestantes ou lactantes.

A oposição também criticou a possibilidade de acordos coletivos se sobreporem ao que é previsto na lei e a possibilidade de redução do intervalo para almoço.

Durante a discussão do projeto, os oposicionistas também disseram que o fato de o Senado não fazer alterações ao projeto significa uma "desmoralização" da Casa.

Em resposta, senadores da base aliada defenderam a proposta, argumentando que a reforma pode ajudar a diminuir o desemprego no país, que atinge a cerca de 14 milhões de pessoas.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Mega-Sena, concurso 1.943: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 8 milhões

Mega-Sena

Veja as dezenas sorteadas: 09 - 11 - 12 - 30 - 39 - 43. Quina teve 23 apostas ganhadoras; cada uma levou R$ 66.077,00

Mega-Sena: ninguém acertou as seis dezenas nesta quarta (28) (Foto: Heloise Hamada/G1)

Ninguém acertou as dezenas do sorteio 1.943 da Mega-Sena, realizado às 20h (horário de Brasília) desta quarta-feira (24) em Cachoeira, na Bahia.

Veja as dezenas sorteadas: 09 - 11 - 12 - 30 - 39 - 43.

A expectativa do prêmio acumulado para o próximo sorteio, sábado (1º), é de R$ 8 milhões.

A quina teve 23 acertadores, e cada um levou R$ 66.077,13 . Outras 2.870 apostas ganharam a quadra, com R$ 756,48 para cada um.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

PM suspeito de exigir propina morre a caminho da Corregedoria em SP

Agente era investigado e estava sendo levado para prestar esclarecimentos, mas morreu antes.

FONTE:G1/GLOBO

Policial morreu a caminho da Corregedoria, onde prestaria esclarecimentos sobre suspeita de concussão (Foto: Vitor Sorano/G1)

Um policial militar de São Paulo morreu, na tarde desta terça-feira (27), enquanto era levado à Corregedoria da corporação, na região central da capital paulista, para prestar esclarecimentos sobre um suposto crime de concussão que teria cometido.

A morte ocorreu quando o carro que levava o PM investigado acessava o Complexo Viário João Jorge Saad, mais conhecido como Cebolinha, nas proximidades do Parque do Ibirapuera, Zona Sul da cidade.

Procurada, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) não deu detalhes sobre o caso, mas uma testemunha ouvida pelo G1 disse que viu o corpo do policial no chão, na entrada do viaduto, e que nenhum tiro foi disparado.

A Polícia Militar informou que abriu um inquérito para apurar a morte do agente. Ele era investigado por concussão. Ou seja, por aproveitar-se de seu cargo como policial para exigir suborno para fazer ou deixar de fazer algo.

O episódio interditou parcialmente o acesso da Avenida Ibirapuera para o Cebolinha e travou o trânsito da região durante boa parte da tarde de terça.

POLICIAS DA OCUPAÇÃO VILA OPERARIA APREENDEM ARMA E RECUPERAM PERTENCES ROUBADOS 27/06/2017.

FONTE: 15° BPM

Tudo começou com um patrulhamento da guarnição em que  avistou um veículo de cor escura em atitude suspeita ( alta velocidade ) e na tentativa de realizar abordagem, o mesmo empreendeu fuga, a guarnição dos guerreiros de imediato iniciou o acompanhamento do veículo que se deslocava em alta velocidade chegando a colidir em vários automóveis estacionados ao longo das vias.
Estes meliantes sabendo desse cerco Policia efetuaram disparos em desfavor da guarnição, oriundos do interior do veículo, Uma agressão injusta que prontamente fora revidada aos moldes da Lei.
Após colidir com alguns veículos a guarnição  conseguiu interceptá-lo-lo. Um dos elementos ao ser abordado apresentava ferimento na altura do quadril e no interior do veículo foi arrecadado:

01 Revolver Calibre 38

Res Furtiva ( Celulares,Carteiras e diversos )

O elemento ferido foi encaminhado ao Hospital Dr Moacir do Carmo , onde o mesmo permaneceu hospitalizado e sob custódia.

Ocorrência encaminhada  à 59° Dp.

Quando os Policias chegaram a Dp , foram surpreendidos pelas vitimas que reconheceram os Meliantes como os autores do fato. Todos os pertences roubados foram devolvidos para seus respectivos donos.

Hospital demite funcionário que filmou ator Fábio Assunção no Sertão de PE

De acordo com a unidade de saúde, o funcionário, que divulgou as imagens nas redes sociais 'feriu o código de ética, a imagem da instituição e do referido ator" .


FONTE:G1/GLOBO


Hospital emitiu nota sobre a demissão do funcionário na terça-feria (27) (Foto: Hospital Memorial de Arcoverde/Divulgação)

O Hospital Memorial de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, demitiu na terça-feira (27) o funcionário que filmou o ator Fábio Assunção da unidade de saúde. De acordo com o hospital, o funcionário, que divulgou as imagens nas redes sociais, "feriu o código de ética, a imagem da instituição e do referido ator". Fábio foi levado para o local no sábado (24) após se envolver em uma briga durante uma festa junina, segundo a polícia.

Ator Fábio Assunção é preso por desacato em festa de São João

Por meio de nota, o hospital ainda destacou que o funcionário realizou a filmagem sem o consentimento e/ou conhecimento da diretoria da unidade de saúde. A direção do Memorial de Arcoverde lamentou "profundamente essa infeliz iniciativa, condenando veementemente tal atitude". (Veja íntegra da nota acima).

Ator preso por desacato

O ator Fábio Assunção foi detido na madrugada de sábado (24) em uma festa de São João em Arcoverde. Segundo Wanderley de Carvalho, comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar, o ator agrediu pessoas e desacatou policiais. Ele também teria quebrado um dos vidros da viatura em que foi levado. Após ser ouvido em uma audiência de custódia, ele pagou fiança e foi liberado.

Em seu Instagram, o ator afirmou: "Lamento muitíssimo o ocorrido em Arcoverde. Era uma noite de celebração. Tínhamos acabado de exibir nosso documentário filmado no sertão pernambucano no palco principal do festival de São João. Então fomos com a equipe confraternizar e a situação saiu do controle. Infelizmente aconteceu uma briga. Errei ao me exceder. Não fiz uso de nenhuma droga ilícita - o que será comprovado pelo exame toxicológico que eu mesmo pedi para ser feito. Serei responsável pelos danos causados. Agora estou bem. Agradeço pelas tantas manifestações de carinho e apoio que recebi. Peço a todos sinceras desculpas. Não é fácil, mas reconhecer meus erros e procurar sempre aprender com eles é o que eu desejo" .

Câmara aprova MP que prevê novas regras para regularização de terrenos

Texto já havia sido aprovado pelo Senado e enviado a sanção, mas STF determinou nova análise pela Câmara porque texto foi modificado; medida provisória, agora, seguirá para sanção.

FONTE:G1/GLOBO
Deputados reunidos em plenário durante a análise da MP sobre regularização fundiária, nesta terça (27) (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

A Câmara dos Deputados aprovou no início da madrugada desta quarta-feira (28) uma medida provisória enviada pelo governo que prevê novas regras para a regularização fundiária urbana e rural (saiba mais abaixo o que prevê a MP).

O texto já havia sido aprovado pela Câmara e pelo Senado, chegando a ser enviado à sanção do presidente Michel Temer, mas, como os senadores modificaram trechos do projeto, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso atendeu a pedido da oposição e determinou uma nova análise pela Câmara.

Ao todo, os deputados analisaram oito emendas aprovadas pelo Senado e mantiveram todas, aprovando a MP, portanto, conforme a redação do Senado.

Após a aprovação da MP no início da madrugada, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), informou ao plenário que o texto seguirá para sanção.

A sessão

A chamada ordem do dia (sessão destinada a votações) da Câmara começou por volta das 20h15 de terça e a MP foi aprovada pouco depois das meia-noite.

Durante toda a sessão parlamentares da base aliada defenderam a MP enquanto a oposição disse que a medida beneficiará "grileiros".

Em vários momentos da sessão, parlamentares da oposição aproveitaram para criticar o presidente Michel Temer, denunciado pela Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal por corrupção passiva. Em resposta, aliados do Palácio do Planalto faziam críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O que diz a MP

Na prática, a proposta facilita as condições para quem ocupa terreno da União conseguir a escritura. Não serão contempladas, contudo, ocupações iniciadas após 23 de dezembro de 2016, data da publicação da MP.

Famílias de baixa renda, segundo a proposta, não terão de pagar pela regularização e terão a infraestrutura básica financiada pelo poder público. Elas também ficarão isentas do pagamento do registro de cartório do terreno.

terça-feira, 27 de junho de 2017

novo elenco com Bruno Gissoni, Mumuzinho, Gui Santana e Lucas Veloso

Atores vão interpretar Didico, Dedeco, Mumu e Zaca. Nego do Borel será Tião e Ernani Moraes, o Sargento Pincel. Renato Aragão e Dedé fazem parte do humorístico, que estreia em julho no Canal Viva e em setembro na Globo.

FONTE:G1/GLOBO

Atores da nova versão de 'Os Trapalhões'; a partir da esquerda: Lucas Veloso como Didico, Mumuzinho como Mumu, Gui Santana como Zaca e Bruno Gissoni como Dedeco (Foto: Divulgação/TV Globo)

Os atores da nova versão de "Os Trapalhões" divulgaram nesta terça-feira (27) a primeira foto oficial em que aparecem caracterizados como personagens do programa.

A imagem mostra Lucas Veloso como Didico, Mumuzinho como Mumu, Gui Santana como Zaca e Bruno Gissoni como Dedeco.

Além deles, Nego do Borel será Tião, originalmente vivido por Tião Macalé (1926-1993), conhecido pelo bordão "Ih, nojento, tchan!", e Ernani Moraes será o Sargento Pincel, papel que era de Roberto Guilherme.

Na Comic Con, Renato Aragão fala de volta dos Trapalhões: 'Eu, Dedé e mais quatro'

A estreia do novo "Os Trapalhões", que faz homenagem aos 40 anos do programa original, acontece em 17 de julho no Canal Viva e em setembro na Globo.

Renato Aragão e Dedé Santana, que fizeram parte da versão mais conhecida de "Os Trapalhões", também estão nesta releitura. A formação clássica tinha ainda Mussum (1941-1994) e Zacarias (1934-1990).

Novo enredo

À frente: Didi (Renato Aragão) e Dedé (Dedé Santana); ao fundo: Didico (Lucas Veloso), Dedeco (Bruno Gissoni), Mussa (Mumuzinho), Zaca Gui Santana ) e Tião ( Nego do Borel) (Foto: Globo/Rafael Campos)

Em nota, a TV Globo informa que, na nova trama, Dedé e Didi interpretam "dois humoristas que são agora mestres dessa trupe, para ensiná-los a arte de ser um verdadeiro 'Trapalhão'".

Os novos episódios vão atualizar quadros conhecidos de "Os Trapalhões", diz o texto, citando "reuniões de super-heróis, o quartel-general, os famosos musicais, entre outros".

Saiba como será a tramitação na Câmara da denúncia contra Temer

Câmara terá que autorizar a continuidade do processo antes que o plenário do STF decida se presidente vira réu ou não. Aprovação exige os votos favoráveis de pelo menos 342 dos 513 deputados.

FONTE:G1/GLOBO

Câmara vai decidir se autoriza processo contra Temer no Supremo

A Câmara precisará aprovar o prosseguimento da denúncia contra Michel Temer antes que o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) vote se o presidente se torna ou não réu por corrupção passiva. A denúncia foi apresentada nesta segunda-feira (26) pela Procuradoria-Geral da República.

O processo só prosseguirá no STF se a denúncia for aprovada no plenário da Câmara com os votos de pelo menos dois terços (342) dos deputados, como estabelece a Constituição.

Mas, antes de mandar a denúncia para votação dos deputados, o ministro relator da Lava Jato no STF, Edson Fachin, pode abrir um prazo para que a defesa do presidente responda às acusações por escrito. E depois, ainda permitir que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, analise as resposta dos advogados de Temer. Só então ele mandaria a denúncia para a Câmara.

Mas Fachin pode também optar por enviar a denúncia direto para votação dos deputados.

O regimento interno da Casa tem um capítulo que detalha especificamente a autorização para a abertura de processo criminal contra presidente da República, vice-presidente e ministros de estado. Veja cada uma das etapas:

STF aciona a Câmara

Após a denúncia da PGR, a presidente do STF, Cármen Lúcia, envia à Câmara uma solicitação para a instauração do processo. Cabe ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, receber o pedido, notificar Temer e despachar o documento para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Prazo para a defesa

A partir da notificação, a defesa de Temer terá até dez sessões do plenário da Câmara para enviar seus argumentos, se quiser. Para a contagem do prazo, é levada em consideração qualquer sessão de plenário, seja de votação ou de debate, desde que haja quórum mínimo para abertura (51 deputados presentes). Se houver mais de uma sessão no dia, apenas uma será validada. Não são computadas as sessões solenes e as comissões gerais.

CCJ analisa

Assim que a defesa de Temer entregar as alegações, o regimento dá a CCJ prazo de até cinco sessões do plenário para se manifestar sobre a denúncia. Nesse período, o relator a ser designado pelo presidente da CCJ deverá apresentar um parecer, concordando ou não com o prosseguimento da denúncia.

Os membros da CCJ poderão pedir vista do processo (mais tempo para análise) por duas sessões plenárias antes de discutir e votar o parecer, que será pelo deferimento ou indeferimento do pedido de autorização para instauração de processo.

Antes de ser votado no plenário, o parecer da CCJ terá de ser lido durante o expediente de uma sessão, publicado no "Diário da Câmara" e incluído na ordem do dia da sessão seguinte à do recebimento pela mesa diretora da Câmara.

O regimento não define quando o presidente da CCJ deverá escolher o relator, mas o deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG) disse ao G1 que pretende fazê-lo o quanto antes. Ele poderá indicar qualquer um dos outros 65 membros titulares da comissão. Nos bastidores, nomes cotados são os dos deputados Alceu Moreira (PMDB-RS), Marcos Rogério (DEM-RO), Esperidião Amin (PP-SC) e Sergio Zveiter (PMDB-RJ).

Pacheco, porém, não revela quem tem em mente. Diz apenas o que levará em conta na sua escolha. “Vou considerar conhecimento jurídico sobre matéria penal, independência, bom senso e assiduidade na CCJ”, afirma.

Decisão pelo plenário

O parecer discutido na comissão será incluído na pauta de votação do plenário na sessão seguinte de seu recebimento pela Mesa Diretora, depois da apreciação pela CCJ. Após discussão, o relatório será submetido a votação nominal, pelo processo de chamada dos deputados.

O regimento define que a chamada dos nomes deve ser feita alternadamente, dos estados da região Norte para os da região Sul e vice-versa. Os nomes serão enunciados, em voz alta, por um dos secretários da Casa. Os deputados levantarão de suas cadeiras e responderão ‘sim’ ou ‘não’, no mesmo formato da votação do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Aprovação da denúncia

O parecer é aprovado se tiver o apoio de ao menos dois terços do total de 513 deputados, ou seja, 342 votos. Caso isso ocorra, será autorizada a instauração do processo no Poder Judiciário.

No passo seguinte, os 11 ministros do STF votam para decidir se o presidente Michel Temer vira réu. Nesse caso, ele é afastado do cargo por 180 dias.

O presidente só perde o cargo defintivamente se for condenado pelo Supremo. Quem assume o cargo é o presidente da Câmara, que convoca eleições indiretas em um mês. Segundo a Constituição, o novo presidente da República seria escolhido pelo voto de deputados e senadores.

Rejeição da denúncia

No caso de rejeição da denúncia pela Câmara, o efeito ainda é incerto, segundo a assessoria de imprensa do STF, e pode ser definido pelos ministros ao analisar esse caso específico.

Na avaliação de técnicos da Câmara, se a denúncia for rejeitada pelos deputados, o Supremo fica impedido de dar andamento à ação, que seria suspensa, mas não seria arquivada.

O processo, para esses técnicos que assessoram a presidência da Casa, poderia ser retomado somente após o fim do mandato do presidente.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Noruegueses fazem vaquinha para restaurar rocha em formato de pênis

Noruegueses fazem vaquinha para restaurar rocha em formato de pênis

Escultura natural foi arrancada por vândalos; polícia investiga o caso

FONTE:  O GLOBO

Imagem do dia 17 de junho mostra o Trollpikken antes de ser vandalizado - INGE AALBU / AFP

OSLO — Centenas de noruegueses abriram as carteiras para restaurar uma conhecida atração turística no país: o Trollpikken, ou “pênis de troll”, uma rocha em formato fálico localizado na cidade de Eigersund, condado de Rogaland, no Sul da Noruega.

Marcas de perfuração indicam que a rocha foi arrancada intencionalmente. A polícia investiga o caso, mas os vândalos ainda não foram identificados.

Por se tratar de um símbolo local, um empresário lançou uma campanha de financiamento coletivo na internet. Quase mil doadores levantaram 160 mil coroas, cerca de R$ 63 mil, para a restauração da rocha.

Fotografia tirada no dia 24 de junho mostra a rocha destruída - CARINA JOHANSEN / AFP

 

Homem entra na Justiça contra preço menor para mulher em show e baladaJuíza aceita a reclamação: 'Não pode o empresário usar a mulher como insumo, servindo como isca para atrair clientes do sexo masculino'.

É comum nas baladas a entrada gratuita para mulheres até determinada hora. Mas o que parece um simpático atrativo gerou a revolta de um estudante de direito: “Eles abaixam o preço para mulher porque a maior parte dos homens héteros vai querer ir. Fazem a mulher de produto, fazem o homem de trouxa para que ele pague o maior valor possível para eles ganharem mais dinheiro com isso”. Ele entrou na Justiça para conseguir comprar ingresso para um show pagando o preço de mulher, alegando que homens e mulheres eles são iguais perante a lei. A juíza Caroline Santos Lima concordou: “Isso não encontra respaldo no Código de Defesa do Consumidor”. Em seu despacho ela diz ainda: ”Não pode o empresário usar a mulher como insumo, servindo como isca para atrair clientes do sexo masculino”.

MP-GO denuncia mãe e padrasto por matar menino asfixiado, em Goiânia

Justiça já recebeu denúncia, que pode ser aceita ou não pelo juiz responsável. Conforme Ministério Público, casal responde por homicídio, ocultação de cadáver e falsa comunicação de crime.

 

Mãe e padrasto são denunciados por matar menino enforcado (Foto: Reprodução/TV Anhangura)

FONTE:G1/GLOBO

O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) denunciou o casal Jeannie da Silva de Oliveira e Renato Carvalho Lima pela morte do menino Antônyo Jorge Ferreira da Silva, de 9 anos, filho da denunciada e enteado do denunciado, em Goiânia. O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) confirmou que o documento já chegou ao órgão, mas ainda deve ser apreciado pelo juiz, que pode ou não aceitar a denúncia.

Conforme o documento emitido pelo MP-GO no último dia 6 de junho, o casal é denunciado pelos crimes de homicídio, ocultação de cadáver e comunicação falsa de crime. Segundo o órgão, a mulher pediu ao companheiro que matasse o menino.

Também conforme a denúncia, o homem matou o menino asfixiado e escondeu o cadáver da vítima em um matagal. O documento relata ainda que o casal comunicou à Polícia Civil que o menino havia sido sequestrado por causa de uma dívida do padrasto. O casal está detido por prisão preventiva.

A advogada da mãe da criança, Rosângela Borges Freitas Feliciano, disse que já pediu a soltura da cliente, que ainda será analisada pela Justiça. A defensora afirma que a mulher não sabia do crime, acreditava que o filho havia sido sequestrado e até fez um empréstimo para negociar com os supostos sequestradores

Motorista que atropelou skatistas em SP diz que acelerou por medo de agressão

Homem se apresentou à polícia no começo da tarde desta segunda-feira (26)

FONTE:G1/GLOBO

Polícia identifica motorista que atropelou grupo de skatistas

O motorista que atropelou diversos skatistas durante um evento na Rua Augusta, neste domingo, na região central da capital paulista, disse à polícia que acelerou porque ficou com medo de ser linchado pela multidão. Ele se apresentou no 4º Distrito Policial, na Consolação, no começo da tarde desta segunda-feira (26).

De acordo com o delegado Roberto Pacheco, responsável pela investigação do caso, o proprietário do veículo é quem dirigia no momento da sequência de atropelamentos registrada por diversas testemunhas. O homem relatou que a Rua Augusta não estava devidamente interditada e, ao acessar a via, atingiu um skatista por engano.

"Após colher o primeiro skatista com seu veículo, ele apavorou-se porque o carro todo começou a ser apedrejado. Ele estava com a mãe no veículo e mais um amigo. A mãe já com idade, 80 e poucos anos, e os vidros e o carro começaram a receber amalgamentos. Os vidros quebrados e ele ficou com medo de parar e ser linchado", contou o delegado sobre a versão do motorista.

Investigadores se espalharam pela Zona Leste da cidade na manhã desta segunda-feira (26) na tentativa de localizar o motorista. Eles visitaram três endereços no bairro de Vila Matilde, mas não haviam o encontrado. O homem, no entanto, decidiu se apresentar na delegacia volutantariamente mais tarde.

Um dos locais por onde passaram os policiais durante as diligências é a casa que consta no registro do automóvel. Lá, vizinhos confirmaram que vive o dono de uma Ford Ecosport - o mesmo carro que aparece nas imagens atropelando os skatistas. A vizinhança informou, ainda, que se trata de um homem educado, que sempre cumprimenta a todos.

Frame motorista que avançou sobre skatistas se apresenta (Foto: Reprodução/TV Globo)

Fã invade palco, derruba Simaria e leva soco de Simone

Fã invade palco, derruba Simaria e leva soco de Simone em show na Bahia; vídeo

Simone defende irmã Simaria em show Foto: Reprodução/YouTube

FONTE : EXTRA/GLOBO/G1

O show da dupla sertaneja Simone & Simaria em Amargosa, na Bahia, na noite deste domingo, foi interrompido depois que um homem subiu no palco e derrubou Simaria. Ao perceber a irmã em apuros, Simone não hesitou antes de dar um soco no "invasor", que foi imediatamente controlado por seguranças e levado para fora do palco.

Imagens que circulam pela internet mostram o susto. O vídeo abaixo, gravado da plateia, mostra que o homem entra pelo lado esquerdo do palco e agarra Simaria, mas é logo contido por seguranças.

A invasão aconteceu no momento em que elas cantavam o hit "Regime Fechado", um dos preferidos dos fãs da dupla. Depois de ajudar a irmã, Simone parou o show e, quando os seguranças removeram o suposto fã, ela se dirigiu ao público:

"Vocês vão me perdoar, mas na hora que eu vi o cara derrubar a minha irmã no chão eu meti a porrada mesmo. Quem tem irmão sabe, eu dou minha vida pela minha irmã e, em uma situação dessa, meu instinto de irmã falou mais alto", explicou a cantora, ao ressaltar que o homem ainda "deu uma unhada" em seu braço.

A dupla Simone e Simaria Foto: Divulgação/TV Globo

O show recomeçou depois de três minutos de conversa com a plateia. A cantora alertou que poderia ter sido pior, ter quebrado o braço ou a perna da parceira. Alvo do suposto fã, Simaria relatou que estava "tremendo" e que havia se machucado "de verdade".

"Ralou meu joelho mesmo, me machuquei de verdade. Mas isso vai servir de lição pra um monte gente. Não precisa fazer isso (...) É a mesma coisa de jogar celular no palco. Já levei celular na cara. Não façam isso, porque machuca mesmo, é falta de respeito. Na hora que der, vocês vão ter um abraço nosso, com certeza. A gente é de vocês", destacou Simaria.

A assessoria de imprensa da dupla informou que as duas não vão se manifestar sobre o susto. Assim que o vídeo viralizou, Simaria virou um dos assuntos mais comentados no Twitter. Fãs elogiaram a iniciativa de defesa de Simone, lamentaram que a irmã tenha se machucado e criticaram o homem que invadiu o palco e tocou na cantora sem consentimento e forma agressiva.

"Eu nao acredito que me apaixonei ainda mais por Simone e Simaria", escreveu uma internauta.