RD25 NOTÍCIAS

Total de visualizações de página

Morre, aos 65 anos, a atriz Ana Maria Nascimento e Silva


Viúva do cineasta Paulo César Saraceni lutava contra um câncer de mama

CONTEÚDO: O GLOBO

RIO — A atriz, produtora e apresentadora Ana Maria Nascimento e Silva morreu, aos 65 anos, na noite desta quinta-feira, em decorrência de complicações geradas por um câncer de mama. O velório está marcado para este sábado, no Memorial do Carmo, Zona Norte do Rio, onde a artista será cremada. Ana maria era viúva do cineasta Paulo César Saraceni, morto em 2012. A atriz deixa dois filhos e duas netas.

O cineasta Luiz Carlos Lacerda lamentou a morte da amiga através de uma postagem numa rede social. "Cinema brasileiro de luto. Acaba de nos deixar a atriz, apresentadora e produtora Ana Maria Nacimento Silva", escreveu.

Ana participou de novelas como "O salvador da pátria", em 1989, "Quatro por quatro", de 1994, e "Zazá", em 1997.

No cinema, seu primeiro papel foi no filme "Marcados para viver" (1976), de Maria do Rosário. A partir de então, ela participou de diversos títuos, atuando ao lado de artistas como Maitê Proença, Zezé Mota, Nuno Leal Maia, entre outros.

Fez cerca de 20 longas, incluindo de diretores consagrados da cinematografia brasileira, como Anselmo Duarte ("Os trombadinhas", de 1979) e Nelson Pereira dos Santos ("A terceira margem do rio", 1994).

Foi dirigida pelo marido Paulo César Saraceni em pelo menos quatro ocasiões: "Ao sul do meu corpo" (1982), "Natal da Portela" (1988) e "O viajante" (1998) e "O gerente" (2011), sua última aparição nas telonas.

Ana Maria também atuou como gestora na área das artes. Ela foi secretária municipal de Cultura de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, em 2001, e idealizou o Paracine, festival de cinema de Paraty, no Sul Fluminense.

Ana Maria Nascimento Silva, em 2001 - Camilla Maia / Agência O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário