REDE CAXIAS TV: Bebê baleado na barriga da mãe, em Duque de Caxias, está paraplégico, diz secretário
RD25NOTÍCIAS

Total de visualizações de página

Bebê baleado na barriga da mãe, em Duque de Caxias, está paraplégico, diz secretário

RIO DE JANEIRO

Claudinéia dos Santos Melo estava grávida de nove meses quando foi atingida por uma bala perdida, na sexta-feira (30).

FONTE:G1/GLOBO

Grávida é atingida por tiro, passa por cesariana e bebê está em estado gravíssimo no RJ

O bebê de Claudinéia dos Santos Melo, que estava grávida de nove meses e foi atingida por uma bala perdida no fim da tarde de sexta-feira (30), em Duque de Caxias, ficou paraplégico. A criança veio ao mundo numa cesariana de emergência e permanece internada no CTI, segundo o RJTV.

"Esta criança tem uma lesão nas vértebras torácicas T3 e T4. Está com uma paraplegia de membros inferiores. E também nós estamos resguardando este prognóstico nas primeiras horas, na primeira semana, no primeiro mês, tudo pode acontecer", disse o secretario de saúde de Duque de Caxias, José Carlos Oliveira, que é médico ginecologista e está acompanhando o caso.

Claudinéia estava na Favela do Lixão, no Centro de Caxias, e foi levada para o hospital Moacyr do Carmo. Os médicos fizeram uma cesariana de emergência e, durante a cirurgia, descobriram que o bebê também estava ferido.

O tiro atravessou o quadril da mãe e atingiu a criança - perfurou os pulmões e provocou uma lesão na coluna. O bebê passou por duas cirurgias e, depois, foi transferido pro hospital Adão Pereira Nunes. O secretario de saúde de Duque de Caxias, que é médico ginecologista, acompanhou.

'Quadro de saúde é gravíssimo'

José Carlos Oliveira, que está acompanhando o atendimento de Claudinéia, falou sobre o atendimento a mãe e bebê.

“O quadro de saúde da mãe é grave. Ela está no CTI e está sendo acompanhada pela equipe do Hospital Moacyr do Carmo e está sendo assistida. A criança foi transferida para o Hospital Adão Pereira Nunes onde, por volta de 3h, 4h foi trocado o dreno do tórax. O quadro do bebê é gravíssimo”, explicou o secretário.

O marido de Claudinéia e pai do bebê, Clebson Cosme da Silva, contou que conseguiu falar com a mulher dele. Ela está consciente, apesar de continuar internada no CTI. Ele também falou do filho, Arthur.

"Ele está bem. Observei, alisei, pude mexer um pouco com ele. O que eu posso adiantar é que ele está bem. Eu vi, me acalmei", disse Clebson.

Entenda o caso

Claudineia dos Santos Melo, que estava grávida de 39 semanas, estava indo ao mercado quando foi atingida na pelve.

A bala atravessou o tórax da criança e também atingiu parte da orelha, de acordo com boletim da Secretaria de Saúde de Duque de Caxias.

Lúcida, Claudineia foi levada ao Hospital Moacyr do Carmo e foi levada para o centro cirúrgico, onde os médicos fizeram o parto. Logo após nascer, a criança foi entubada e levada para a UTI da unidade e diagnosticada com pneumotórax bilateral. Depois de novos exames, os médicos identificaram fragmentos ósseos no canal medular dorsal.

Depois do primeiro atendimento, o bebê foi levado para o Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, também na Baixada, para ser acompanhado por uma equipe de neurologia e outras especialidades. A criança ainda encontra-se em estado grave.

Na manhã deste sábado (1º), o bebê passou por exames radiológicos e por uma drenagem dos pulmões.

A 59ºDP (Duque de Caxias) está investigando o caso. Dois policiais militares prestaram depoimento. Eles disseram que estavam saindo da comunidade quando foram atacados a tiros. Eles contaram que não revidaram e, quando constataram que a gestante havia sido atingida, a levaram para o hospital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário